O piolho de cobra, também conhecido como embuá ou gongolo, é um pequeno animal que, além de possuir muitas pernas, tem um formato cilíndrico e alongado. Ele é parente da lacraia e da centopeia e pode ser encontrado em todas as partes do mundo.

Existem entre 8 e 12 mil espécies de piolho de cobra em todo o mundo. Esse animal gosta de ambientes úmidos e escuros e se alimenta geralmente de materiais orgânicos e plantas. É chamado em muitos idiomas de milípode (“mil patas”), embora tenha em média 400 patinhas. Piolhos de cobra da espécie Illacme plenipes, encontrada nos Estados Unidos, chegam a ter até 750 patas.

A maioria dos piolhos de cobra mede poucos centímetros (geralmente em torno de 3 cm). Mas há uma espécie que foge ao padrão. A Scolopendra gigantea, também conhecida como milípede gigante africano, pode atingir espantosos 38,5 cm! Nenhum piolho de cobra é tão comprido quanto esse.

Piolhos de cobra são diplópodes – o que significa que eles possuem dois pares de patas em cada segmento de seu corpo (do grego diplous, ”duplo”, e podos, ”pés”). Os diplópodes pertencem ao filo dos artrópodes, que são animais invertebrados (não têm coluna vertebral) e possuem um esqueleto externo (exoesqueleto).

Mas para além de sua classificação científica, vejamos mais de perto o que é um piolho de cobra a partir de perguntas que frequentemente são feitas sobre esse estranho animal.

Piolho de cobra morde? É perigoso? É venenoso?

Piolho de cobra não morde. Pelo contrário: se você mexer com ele, a reação do bichinho vai ser apenas se defender, enrolando-se como uma cobra. Talvez venha daí seu nome popular: piolho de cobra.

piolho de cobra
Piolho de cobra em posição de defesa.

Outro mecanismo de defesa do piolho de cobra é a liberação de uma toxina de suas glândulas laterais. Essa secreção, apesar de tóxica, é praticamente inofensiva para os seres humanos. O máximo que pode causar, em caso de contato, é coceira e ardor na pele. Nos olhos, pode provocar vermelhidão e inchaço.

De acordo com o Manual MSD de Diagnóstico e Terapia, a melhor coisa a fazer em caso de irritação da pele por secreção tóxica de piolho de cobra é lavar a área afetada com água e sabão. Se houver reação cutânea, recomenda-se usar creme com corticosteroide. Em caso de irritação ocular, basta lavar com água.

Qual a diferença entre piolho de cobra e lacraia?

lacraia
Foto de uma lacraia (Scolopendra polymorpha). Note como ela é diferente do piolho de cobra.

A lacraia ou centopeia é prima do piolho de cobra. Ambos pertencem ao filo dos miriápodes, apesar de pertencerem a classes diferentes. A lacraia é da classe dos quilópodes. Ao contrário do piolho de cobra, a lacraia morde e é venenosa. Por isso é importante não confundir esses dois animais.

Lacraias geralmente são marrons, têm um corpo achatado e um par de longas antenas na cabeça. Além disso, diferentemente dos piolhos de cobra, lacraias não têm os dois pares de pernas em cada segmento do corpo, característica que define os diplópodes.

Lacraias são animais ágeis e predadores. Sua picada é dolorida, provoca edema e vermelhidão, podendo até causar mal-estar e vertigens. Casos de morte por picada de lacraia são raríssimos.

Onde tem piolho de cobra tem cobra?

Piolhos de cobra, apesar do nome, não têm relação nenhuma com cobras. Muito menos é um piolho. Há nomes que muitas vezes mais atrapalham do que ajudam, não é verdade?

Portanto, se houver piolhos de cobra na sua casa, não se preocupe: isso não é indício de que há cobras por perto.

Como evitar piolhos de cobra em sua casa?

piolho de cobra
Piolhos de cobra adoram comer as plantinhas do seu jardim ou plantação.

É comum encontrá-los no quintal e às vezes até dentro de casa. Como já dissemos, esses animaizinhos não farão mal algum a você e a sua família. O único inconveniente é se os piolhos de cobra resolverem se alimentar das plantinhas do seu jardim. Sim, eles também são parasitas! Além de se alimentarem de materiais em decomposição, adoram saborear umas plantinhas.

Para evitá-los dentro de casa, há pelos menos duas recomendações básicas:

  • Manter o espaço sempre limpo, livre de matérias orgânicas, como folhas. Essas sujeiras são comida para esses bichinhos.
  • Manter a casa sempre arejada e bem iluminada. Lembre-se de que piolhos de cobra gostam de locais úmidos e escuros.

Deixe uma resposta