Uma nuvem de gafanhotos que veio do Paraguai, onde destruiu lavouras de milho, está próxima de chegar no território brasileiro após alcançar a Argentina.

Segundo o engenheiro agrônomo argentino Héctor Medina, em entrevista à agência Reuters, um quilômetro quadrado de nuvem pode ter até 40 milhões de insetos, que consomem em um dia pastagens equivalentes ao que 2 mil vacas ou 350 mil pessoas comem.

Deixe uma resposta